Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Garota, Interrompida (Girl, interrupted)

Acho que li o meu primeiro livro biográfico, e é com grande satisfação que me pego gostando do gênero. Sempre me deparei com o filme originado desse livro, mas nunca tive curiosidade de saber sobre seu enredo até essa semana e foi com imensa surpresa que me vi fascinada pela história de Susanna Kayssen. O livro retrata o período de dois anos em que a própria Susanna esteve internada no hospital psiquiátrico, no decorrer da narrativa somos apresentados as companheiras de reclusão de Susanna. Todas elas possuem obviamente problemas psicológicos como esquizofrenia, sociopatia, depressão e coisas do gênero. No livro nos somos levados a entender um pouco mais sobre esses problemas principalmente como funciona a mente de quem tem transtorno de personalidade limítrofe que é o diagnostico da nossa protagonista. Também somos informados sobre sua rotina, sua dificuldade de se encaixar em um mundo adulto. 
SINOPSE: Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospi…

Lolita (Lolita)

Não sei o que descrever, só sentir!! Sentimentos conflitantes me acompanharam ao decorrer da narrativa de Vladimir Nabokov e seu polêmico Lolita. Lembro que a muito tempo atras entre o tédio e as zapiadas corriqueiras na tv, peguei o inicio do filme Lolita a passar no antigo inter-cine na madrugada da rede globo e ficar chocada com o relacionamento entre um homem de meia-idade(aparentemente, assistindo hoje, não acho Jeremy Irons tão velhos assim) e uma criança, não tive condições de assistir ao final do filme (devido a hora) mas sua história permaneceu em mim até hoje e lembro com muita nitidez das cenas que vi. Anos mais tarde tive acesso ao tão aclamado livro e posso falar que a leitura é um pouco fadigante, surpreendente e confusa, para conclui-la foi preciso concentração total a trama. Não achei um livro fácil de compreender (ainda não tenho certeza se consegui capitar alguns trechos) quando eu achava que estava indo no rumo certo e absorvendo tudo, o senhor Nabokovi ia lá e me …

A garota no trem (The girl on the train)

Mas que belo achado de 2016 foi essa obra de Paula Hawkins.
Uma leitura completamente contagiante e viciante. O suspense relatado em A Garota No Trem consegue prender o leitor do começo ao fim, e essa carateristica é crucial para um livro ser bom, O que me chamou atenção no livro não foi a sinopse, nem a comparação com o ÓTIMO Garota Exemplar, mas sim, o modo de escrita. Com pouquíssimos diálogos, o que me fez achar a história completamente fascinante. A narração feita por três personagens principais também contribui para uma leitura continua e interessante. O desfecho é sensacional e se mostrou surpreendente. Odeio/amo nunca conseguir desvendar esses finais.
SINOPSE: Um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos, o thriller psicológico The Girl on the train, de Paula Hawkins, surpreendeu até mesmo seus editores e a própria autora, nascida e criada no Zimbábue, que vive em Londres desde os 17 anos: em menos de um mês, o livro – que vem sendo comparado pela crítica a uma mistur…

O pequeno príncipe (Le petit prince)

A historinha infantil mais adulta de todos os tempos.
Finalmente tive  oportunidade de ler a obra mais célebre de Antoine Saint-Exupéry, livro esse que nos passa altas lições e nos faz pensar sobre o verdadeiro significado das coisas.

SINOPSE: Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida.

Depois de você (After you)

A surpresa do ano, foi anuncio da continuação de Como eu era antes de você da Jojo Moyes.
Na época achei totalmente desnecessário uma sequencia de um história tão épica, para que? a Jojo vai estragar tudo. E até o inicio da leitura de Depois de você, eu ainda tinha esse mesmo pensamento, mas no decorrer do livro, bem aos poucos você vai superando a fim trágico do seu antecessor, é na mesma velocidade que Lou vai se desprendendo da antiga vida o leitor também começa a torcer para que tudo se encaminhe bem e reconhecer que não é preciso apenas viver. Não acho que esse novo livro seria digno de um filme mas ainda assim serve como um meio de seguir em frente depois do luto de Como eu era antes de você.

SINOPSE: Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não supero…

4. Tamanho 42 e pronta para arrasar (Syze 12 ready to rock)

Incrível como eu tento, tento, acho que consigo mas no final percebo que não tenho a capacidade de gostar dessa série Os mistérios de Heather Wells.
A série possui tudo aquilo que as obras da Meg Cabot me atraem, bons personagens, uma linguagem bacana, piadas e referências a cultura pop mas por algum motivo desconhecido, a série não flui. O primeiro livro foi legalzinho, o segundo demorei anos para concluir entre retomadas e abandonos, o terceiro conseguiu me prender mas esse quarto, foi como sal em uma ferida recente, bastante desagradável. Continuo amando a Meg mas vou dar um tempinho antes de tentar o concluir o quinto e (espero) ultimo livro.
SINOPSE: Neste quarto volume da série de Heather Wells, a protagonista vai precisar resolver mais um dos mistérios que parecem a perseguir. Tania Trace, a mais nova celebridade teen, está noiva do ex-namorado de Heather, Jordan Cartwright, e os dois ganham um reality show só para eles. O problema é que Tania resolveu gravar o programa em um do…